Porque avaliações de cerveja são uma merda

on 28 de novembro de 2011



Resolvi traduzir esse artigo por ser muito pertinente à nossa situação aqui no Brasil.  Fala basicamente sobre as avaliações e rankeamento de cervejas em sites como o ratebeer ou o beeradvocate.  Em paralelo, aqui no Brasil podemos usar o Brejas como parâmetro.

Os sistemas de ranking são continuamente atualizados e as pessoas continuam a usar esses sites de maneiras diferentes.  No entanto, os sites de avaliação ainda tendem a exaltar demais as cervejas escuras, com alto teor de álcool e difíceis de achar, enquanto que as lagers bem feitas e com baixo teor alcoólico sempre tiram notas baixas.

Pensei bastante sobre isso e é minha opinião de que avaliação de cervejas comerciais está em um ponto onde não é mais útil e, na verdade, pode até ser prejudicial para o mercado em geral - e não falo apenas do Brejas, Ratebeer e Beer Advocate, mas também das resenhas em blogs e outros.  E a relação de informação útil para a irrelevante ou falsa está fora de proporção, de modo que os resultados tem peso que não lhe conferem.
Antes que apareçam raios e trovões, deixe-me explicar meu ponto de vista:

As pessoas rankeam cervejas por medidas que são subjetivas demais.

Bem simples.  Em geral, as pessoas rankeam cervejas baseado se elas gostaram ou não, e não porque elas são (ou não) boas cervejas.  Por incrível que pareça essas são coisas diferentes.  Eu detesto a Bud Light, mas não vou dizer que é uma cerveja malfeita.  É uma cerveja super bem feita se você quiser uma cerveja lager leve.  Mas no ratebeer ela recebe nota 0 (e 1 no estilo) e nota D no Beer Advocate mesmo sendo a definição do estilo 'light lager'.  (podemos fazer um pararelo com as cervejas tipo skol 360 e outras do tipo).  Por quê?  Por que falta técnica na produção e porque está cheia de off-flavors?  Não.  Porque a maioria das pessoas que estão dando nota, como eu, a detestam.  Ao invés de separarem a subjetividade da avaliação para de fato responderem se é uma cerveja bem feita tecnicamente e se corresponde ao estilo,  rankeam baseado em seus próprios gostos e dão notas de péssimo a horrível.

Eu realmente penso que existe valor em ter uma lista de rankings de cervejas que você gosta para referência própria.  É uma das razões que eu gosto do site Untappd - porque me dá uma lista das minhas resenhas para que eu possa ver depois.  Eu nem sempre lembro uma cerveja três meses depois.  "Por acaso eu já bebi isso? Gostei? Ah, 5 estrelas me dizem que sim."  Mas não é porque eu gosto que outros também vão gostar. Gosto é subjetivo.  Eu gosto de uma gama grande de cervejas, mas me dê algo lotado de lúpulo Nugget e eu sempre, sempre vou detestar. Uma estrela apenas e puta, como é ruim.  Mas isso não quer dizer que você não vá gostar, então por que o meu ranking pessoal significa alguma coisa pra você?

Se é uma padrão inútil, não devemos usá-lo para julgar cervejas.

Não há como dizer se as pessoas estão tomando boas cervejas

E por isso eu quero dizer "como o cervejeiro quis".  Não velha e oxidada ou através de linhas de chopp infectadas ou sujas, copos congelados ou tomada por um bêbado ou fumante.  Certamente alguns irão comentar em sua resenha como a cerveja foi servida e como aparentava etc, mas o primeiro comentário sobre a Bud Light diz tudo:
                                            "...o modo de servir foi virando a latinha num jogo de futebol"
De fato, byeme94.  Vou agora levar a sua nota D+ em maior consideração  porque eu sei que você se concentra bastante em sua resenha durante os 4 segundos que demorou para passar no seu esôfago.  O fato de você não ter vomitado imeditamente salvou a nota de ser um D- ou F?

Se alguém está degustando uma cerveja de uma linha suja (e isso é importante) e ele não sabe o gosto de uma linha suja, pensa que está tomando uma cerveja horrível e não tem jeito de eu, como leitor, de adivinhar se está tomando uma cerveja em condições perfeitas ou se está tomando-a em uma lata de ração de gato.  Eu não vou olhar as 3000 resenhas.  Eu não vou olhar à nota conjunta dos usuários.  Se a nota média é um composto de notas duvidosas, então essas notas médias são incertas.

Não tem como dizer se as pessoas são boas em degustação.

Vamos tomar como exemplo a Geary´s IPA, em que a primeira resenha - que dá um B (que é decente, se você considerar C como média) - menciona a palavra "amanteigada" duas vezes.  Uma no aroma e outra no sabor.  Ele realmente não se importa com o amanteigado do malte.  Claro, ele também menciona que não espera amargor ou álcool em uma IPA.  Agora eu sei que a Geary´s é produzida na cervejaria Shipyard, e o fermento da Shipyard é o Ringwood Ale que tem floculação BEM alta.  Tende a sair de solução cedo e acaba não removendo diacetil (que tem gosto de manteiga) da cerveja como deveria a não ser que você faça alguns truques para manter esse fermento em suspensão - truques esses que a Shipyard é geralmente boa.

IPA não deve ser amanteigada.  Malte não tem gosto de manteiga.  Isso é um off-flavor.  Mas o usuário não sabe disso (ou que uma IPA deve ser amarga, infelizmente).  Ele apenas pensa (corretamente) que tem gosto de manteiga, e mesmo que não goste, não sabe também que não deveria estar lá e então não julga tão ferrenhamente como poderia e talvez deveria julgar.  Resumindo, ele está julgando como se o amanteigado tivesse de estar lá, porque ele não sabe que não deve.

Essa é uma avaliação honesta dessa cerveja?  Com certeza reflete se o degustador gosta ou não, mas reflete na qualidade da cerveja?  Por exemplo, porque esse B deve ter o mesmo peso de alguém que deu C e sabe que a cerveja está com diacetil?  Como eu sei que a pessoa avaliando a cerveja sabe o suficiente de cerveja para dar a ela uma boa resenha?  Só porque você bebe bastante não significa que você é um expert.  Faz de você um bêbado.

A internet é inconfiável em geral.

Me desculpem crianças, mas eu não tenho razão nenhuma para confiar em vocês.  Só porque muitas pessoas dão nota para algo não significa que tem qualquer tipo de qualidade envolvida.  Você sabe que dizer algo como "50 mil pessoas não podem estar erradas"? Bem, na verdade, elas podem.  Acontece o tempo todo.

Uma parcela significante da população desse país acredita que ciência e matemática são apenas coisas que a elite inventa para tentar perpetuar o financiamento de bolsas de estudo.  Eles acreditam que vacinas são coisas ruins e que poliomielite é normal.  Eles acreditam que o homem e os dinossauros chegaram a co-existir.  Então porque eu deveria acreditar em você, internet, a saber o suficiente de cerveja para me dar uma recomendação se nem uma idéia geral da sociedade você sabe me dar?

Em resumo

Fato: Você não consegue medir algo com uma ferramenta incerta. Não tem um lugar ou jeito certo de burlar a interferência de informações falsas, separando as boas resenhas das ruins.  Já que não existe um jeito de calibrar os degustadores para ter certeza que eles degustem com a mesma objetividade, então não tem jeito de dizer que qualquer um desses rankings é razoavelmente confiável e não vou perder o meu tempo com eles.  Até que tenhamos um sistema de rankings talvez baseado em pesos para avaliadores (Cicerone foi o citado por ele, que são os sommeliers de cerveja dos EUA), eu chamo de besteirol esses rankings de cerveja, especialmente os rankings de sites comerciais, como o BA e o RB.  Seus dados não são merecedores de consideração, em minha opinião.

Faça seu próprio sistema de avaliação e decida o que você gosta por si mesmo.  É bem mais valioso a longo prazo.

Esses rankings estão sendo apresentados como guias para os consumidores

Deixe-me citar algo para você dos comentários de um blog que eu me deparei que definitivamente resume o sentimento comum.  Eu sei que eu deveria falar de quem é, mas não os conheço pessoalmente e não quero entrar em discussão.  Essa citação é em referência a uma postagem com produtos de lojas recomendadas pelo Rate Beer e do Beer Advocate em estabelecimentos comerciais,  como você veria em outros sites, como por exemplo o Wine Spectator.

"Eu realmente aprecio os rankings de um consórcio de bebedores dedicados comparado ao vinho, que historicamente foi dominado por um indivíduo ou algumas publicações"


De fato.  Sabe o que eu odeio? Ser capaz de fazer decisões pensadas baseadas em dados confiáveis e consistentes.  O que eu prefiro é fazer palpites aleatórios baseado em dados completamente incertos e anônimos. Quer dizer - quem precisa de painéis de experts treinados quando eu posso ter a avaliação de BoobLvr67?

Isso é equivalente à confiar as resenhas anônimas de cerveja (ou qualquer outra coisa, mas vamos nos manter no tópico).

O que eu gostaria de ver...

...é algo como os sistemas de rankings de pessoas que são de fato treinadas sensorialmente - Cicerones e/ou juízes de BJCP - com rankings baseados na importância e na proficiência que eles mostraram ter.  Isso deve ser informação melhor.  Ainda existe diferenças individuais de degustação, mas pelo menos esses degustadores são moderadamente calibrados.  Pelo menos existe um ponto de partida além de "eu me registrei no site".

Esse seria um site de resenhas que eu confiaria, e que suas recomendações encontradas em lojas eu acreditaria.  Até chegarmos lá, eu estou dispensando qualquer site de rankings e avaliações em geral.

Fonte: Top Fermented

6 comentários:

Sergio Fraga disse...

Phil, é um excelente texto! Apenas por curiosidade, e atendo-me à sua última preocupação (a da qualidade e experiência dos avaliadores), você conhece o "Ohhh My Head" (http://ohhh.myhead.org)? É bem informal na estrutura, pois é fechado a um grupo de amigos, mas eles tem uma fórmula muito curiosa de atrelar pesos às avaliações (veja em http://ohhh.myhead.org/faq.html#04 e mais detalhadamente em http://ohhh.myhead.org/formula.html). Um abraço!

Phil disse...

Puts, esse site foi o primeiro site com ranking de cerveja que eu entrei, há muito tempo atrás. Não me lembrava que ele tinha esse sistema de rankings. Muito obrigado pela lembrança. Abraços!!

Kenny disse...

Phil, já que você deu a ideia, pq vc não junta os Juízes certificados pelo BJCP no brasil e faz um site e que as avaliações destes contem? Só pedir nas acervas o apoio que vc vai ter!

Phil disse...

Eu não tinha pensado nisso Kenny. Embora a idéia seja boa, acho que já evoluímos além disso. As competições já estão tendo cada vez mais juízes BJCP. Ao mesmo tempo, o termo "juiz BJCP" é muito genérico e devemos quebrar esse conceito. Quero fazer todos entenderem que existem níveis dentro do BJCP e que o ideal é que "escalemos" os melhores juízes para as competições maiores.

Outra coisa, eu acho legal até que alguns sites não sejam tão rigorosos em avaliações, pra que a cerveja não se torne um negócio chato (usando aqui a expressão do Ronaldo Rossi). Só precisamos entender o que queremos com cada site/avaliação.

Celio Ugo disse...

Phil... vou te contar uma pequena historinha...

estava eu mas dois amigos e algumas heiniken.... um deles sommelier de vinho....
papo vai e vem. só besteirol de buteco.. então vimos passar uma garrafa de almaden... blz
começou então o assunto vinho, e o VEIA, sommelier formado na frança, começou o discurso....
das formas e tipos de como servir vinho.... então o BOI, cervejeiro velho, tinha morado em Portugal e mencionou um determinado Porto... ruim para cacete, porém o veio disse que eramos nós que não sabiamos aprecia-lo.... disse que era preciso descansar o bicho umas 2 horas, garrafa aberta para '''aflorar seus buquês'''... caramba.. pensei que fosse abrir e mandar para baixo.. kkkkkk...
se é para fazer tudo isso para uma bebida que desce com dificuldade.... ela não é boa...
voltando ao assunto dos blogs e conhecedores.... cara nunca consegui achar a tal da cremosidade que tanto mencionam nas avaliações, as notas de cacis(hehehe)... cara tomar um copo de cerva num pub inglês onde o co2 e baixíssimo não vai achar mesmo...
essas percepções sensoriais são altamente indutivas àqueles que querem sentir o que não existe, são sugestionadas.... e são principalmente pessoais, e ainda tentam explicar tecnicamente...
já fiz uma strong e uns amigos sentiram quase de tudo, só faltaram apontar as notas de merda... kkkkk
e eu que a faço acho apenas um boa cerva sem nada de especial.
voltando ao Porto, após inúmeras heiniken e muita discussão, o veia nos confeçõu..:
esse vinho é merda mesmo, difícil de descer e caro.. mas tem quem goste.....

Anônimo disse...

RATEBEER É SIMPLESMENTE O GUIA DEFINITIVO, PARA QUEM CURTE CERVEJAS ESPECIAIS COM AVALIAÇÃO DE DEGUSTADORES DE VÁRIOS PAÍSES !
VOCE SÓ ESCREVEU MEEEEEEEEEEEEEERDDDDAAAAAAAAAAAAAAAAAAA !!!!!!!!!!!


DEGUSTADOR

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...